Gafanhotos atacam lavoura de soja no noroeste do RS

Produtores temem destruição das plantações caso não haja controle imediato pelas autoridades; governo investiga a espécie dos insetos

Produtores rurais do noroeste do Rio Grande do Sul identificaram focos de gafanhotos em lavouras da região. O relato acontece dias depois do Serviço Nacional de Saúde e Segurança Agroalimentar (Senasa) da Argentina detectar insetos a cerca de cinco quilômetros da fronteira com o Brasil. A Secretaria da Agricultura do estado desconfia que a espécie encontrada no território gaúcho não seja a mesma identificada país vizinho.

Registro cedido pela Rádio Querência, de Santo Augusto (RS), mostra gafanhotos pendurados nas plantas. Focos dos insetos também foram registrados em lavouras de soja e é possível ver danos causados nas folhas.

“Com certeza, se não tiver um controle logo, em dois dias essa lavoura de soja vai estar totalmente comprometida. Não tem jeito”, diz o presidente do sindicato dos trabalhadores rurais de Santo Augusto, Clóvis Sequinatto.

O chefe da Defesa Vegetal da Secretaria da Agricultura, Ricardo Felicetti, afirma que as equipes estão em campo levantando informações e o perímetro dos focos. “E, principalmente, a identificação da espécie. Em primeiro momento, não se trata do gafanhoto migratório formados de nuvens, mas de surtos localizados. O que é esperado pelas condições climáticas e pela situação de infestação generalizada”, diz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *