Japão adota drones em atividades agrícolas

Adoção da tecnologia nas plantações aumenta eficiência e a precisão

A adoção da tecnologia nas plantações aumenta eficiência e a precisão, além de diminuir o tempo gasto com pulverização de pesticidas e monitoramento das condições da colheita

Com uma história agrícola rica e famosa, atualmente o Japão sofre com a diminuição progressiva de mão-de-obra para o setor. O número de trabalhadores nas lavouras vem caindo ano após ano. Segundo relatório divulgado pelo Ministério da Agricultura, Floresta e Pesca do Japão (MAPF), no início dos anos 2000, eram 3.891 fazendeiros registrados no país com uma média de idade de 61 anos.

Em 2018, esse número caiu para 1.753 e a idade média aumentou para 66 anos. Para resolver a questão, o Japão, que sempre esteve na vanguarda da adoção de novas tecnologias, apostou na utilização de drones. A adoção da tecnologia nas plantações aumentou eficiência e precisão da atividade, ao mesmo tempo que diminuiu o tempo gasto com pulverização de pesticidas e com monitoramento das condições da colheita. Com os equipamentos, é possível aumentar a produção com menos pessoas trabalhando.

O número de drones agrícolas em uso no Japão está aumentando, assim como os tipos de campos nos quais eles podem ser aplicados. Mas nem sempre foi assim. Antes, um sistema legislativo desatualizado atrasava o progresso do uso de drones agrícolas com câmera e função de piloto automático. As leis antigas impediam o uso destes equipamentos com tecnologia nova e aprimorada.

A DJI cooperou ativamente com o governo japonês para desenvolver um novo sistema legislativo por conta da recente expansão de drones agrícolas. No final de julho de 2019, o Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas aboliu a “Diretriz de Orientação Técnica para Solicitações de Aeronaves Não Tripuladas para Aplicação Aérea”.

Como resultado, no futuro, os procedimentos serão simplificados com a aprovação centralizada do Ministério da Terra, Infraestrutura, Transporte e Turismo.

Existe ainda um potencial enorme na disseminação do uso de drones no Japão. A DJI, tem como missão ajudar a simplificar o uso de drones em qualquer setor. É muito benéfico para o Japão adotar com sucesso a tecnologia agrícola de drones e demonstrar ao mundo os benefícios potenciais que surgirão em um planeta em constante crescimento e mudança.

“Os drones agrícolas fabricados pela DJI realmente se encaixam no mercado japonês, em que há pequenas e médias terras agrícolas em grandes quantidades”, comenta Kazuyuki Mizunuma, CEO da Japan Agri-Service. “Com eles, os usuários contam com estabilidade de voo, ótimo custo-benefício e suporte imediato de pós-compra com a ajuda de agências de vendas em todo o país”, finalizou.

Últimas postagens

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *